24 de jan de 2011

Canção da Ana - SilverChair

Por favor, Ana, morra
Pois enquanto você estiver aqui, nós não estaremos
Você faz o som do riso
E as unhas afiadas parecem macias.


E eu preciso de você agora, de algum modo
E eu preciso de você agora, de algum modo


Abra fogo sobre as necessidades desenhadas
Nos meus joelhos por você
Abra fogo sobre os meus ajoelhados desejos
O que eu preciso de você


Imagine um desfile
Na minha cabeça a carne parece mais grossa
Lágrimas de crocodilo corroem o filme


E eu preciso de você agora, de algum modo
E eu preciso de você agora, de algum modo


Abra fogo sobre as necessidades desenhadas
Nos os meus joelhos por você
Abra fogo sobre meus ajoelhados desejos
O que eu preciso de você


E você é a minha obcessão
Eu te amo até os ossos
E Ana destrói sua vida
Como uma vida de Anorexia

Nenhum comentário: